3 Minerais Que Fazem Bem Para o Seu Corpo

Os minerais são essenciais para uma vida saudável. Neste artigo vamos conhecer 3 minerais que fazem toda diferença na saúde do seu organismo. São eles: Cálcio; Ferro e Sódio.

E mesmo que os termos são usados de forma científica, dá para ter um entendimento da importância de colocar esses minerais na alimentação diária, sempre com muita cautela com as quantidades.




Minerais Cálcio

O cálcio é o mineral mais abundante no organismo humano e a sua grande maioria, 99%, estão localizadas nos ossos e dentes, sendo responsável por 1% a 2% do peso corporal.

O restante encontra-se distribuído por todas as células e participa ativamente em vários processos, incluindo a contração muscular, a coagulação sanguínea, entre outros.

A absorção e as necessidades do mineral cálcio variam conforme a faixa etária e as condições clínicas dos indivíduos. Em geral, quanto maior a necessidade e menor o fornecimento dietético, mais eficiente será a absorção.

Principais alimentos que possui Cálcio: Sardinha, espinafre, folha de mostarda, quiabo, ameixa seca e brócolis

Minerais Ferro

A quantidade total do mineral ferro no organismo varia de 4 a 5 g, dos quais aproximadamente 65% estão sob forma de hemoglobina, 4% de mioglobina, 1% sob forma de vários compostos hemes que promovem a oxidação intracelular, 0,1% combinado com a proteína transferrina no plasma sanguíneo e 15 a 30% armazenados sob forma de ferritina no sistema reticulo-endotelial e nas células do parênquima hepático.

Em relação ao ferro dietético, são encontrados dois tipos: o ferro heme, e o ferro não heme. O ferro heme é derivado principalmente da hemoglobina das carnes, vísceras, aves e peixes, representa 40% do mineral e encontra-se na forma absorvível pelo organismo humano.

O restante 60% é ferro não heme. Este é encontrado em alimentos de origem vegetal e necessita de outros elementos químicos que o transformam para uma forma absorvível (proteína transportadora a transferrina).

A quantidade de ferro não heme da dieta é aproximadamente cinco vezes maior do que a do ferro heme, sua absorção depende da composição total da dieta, das necessidades do organismo.

Principais alimentos que possui Ferro: Carnes vermelhas, ovo, ervilha e beterraba

Leia Também:

30 Truques Que Vão Turbinar Sua Saúde

9 chás que te ajuda no Jejum

Aumente seu Metabolismo com Duas Super Dicas


Minerais Sódio

O mineral sódio é o mais abundante na constituição do “sal de cozinha”, é importante entender a diferença entre a recomendação de sal e de sódio.

O Guia Alimentar Para a População Brasileira preconiza 5g de sal/dia (1,7 g de sódio), o que equivale a aproximadamente 3 colheres de chá rasas de sal em medidas caseiras.

O Guia Alimentar da População Brasileira recomenda o uso de alimentos minimamente processados, ou seja, alimentos in natura que não passaram por nenhum processo de industrialização e aos quais não foram adicionados sódio para sua conservação.

Recomenda-se também ao utilizar o sal, fazê-lo em pequenas quantidades ao preparar as refeições, sendo que, uma pequena porção é suficiente para realçar o sabor dos alimentos. Caso seja necessário o consumo de alimentos industrializados, dar preferência aos alimentos com menor teor de sódio.




Fique de olho nos rótulos

Para melhorar a qualidade do consumo dos minerais, se faz necessário entender os rótulos dos alimentos, pois são eles que contêm as informações importantes para o consumidor saber o que está de fato consumindo. Por estes motivos é que as empresas de alimentos devem manter suas embalagens atualizadas, legíveis e de fácil entendimento.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estabelece a rotulagem nutricional obrigatória, na qual as empresas devem apresentar a porção recomendada, a medida caseira referente a porção e as informações nutricionais de seus produtos baseadas numa dieta de 2.000 Kcal/dia.

Um detalhe importante do rótulo é a parte dos ingredientes, sendo que, o ingrediente que foi utilizado em maior quantidade para fabricar aquele produto aparecerá em primeiro lugar, e de forma decrescente aos outros ingredientes utilizados na fabricação do produto.

Você pode adotar uma ordem de itens para prestar atenção nos rótulos:

1. Verificar a validade do produto.

2. Verificar a porção do produto e a medida caseira disponível na informação nutricional.

3. Verificar a quantidade de sódio daquela porção.

4. Calcular a quantidade de sódio que você consumirá na porção total da embalagem.

Por exemplo, se você comprar um pacote de biscoito recheado sabor chocolate, a porção que aparece no rótulo é de 30 gramas, o equivalente a 3 biscoitos, e isso dá uma quantidade de aproximadamente 60 mg de sódio, se você consumir todo o pacote, você terá consumido 280 mg de sódio!

E para consumir um pacote inteiro deste biscoito é muito fácil.

Outro exemplo é a granola tradicional, que em uma porção de 40 gramas, equivalente a meia xícara, você terá 63 mg de sódio, se você consumir duas vezes ao dia essa granola, uma vez pela manhã e outra à noite, você contabiliza 126 mg de sódio no dia.

Esses detalhes são importantes e você deve ficar atento.

Como você pode perceber, incluir os minerais na alimentação, é indispensável devido aos seus benefícios para a saúde.




Sandra Santos

Sandra Santos é administradora, professora, blogueira. Está na blogosfera desde o ano de 2015 como conteudista. Gosta de escrever conteúdos relevantes e informações preciosas.

Website: http://sandrasantos.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *